Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Patrícia Lobo

The Bibliophile Club | Acabei de ler o pior livro de sempre

12.01.19 | Patrícia Lobo

Descobri o The Bibliophile Club através do blog da Sofia (A Sofia World), uma das fundadoras deste clube de leitura, juntamente com a Lyne (Imperium) e a Sónia (By The Library) - o primeiro em que participo. No The Bibliophile Club, todos os meses, será apresentada uma categoria de leitura e somos nós mesmos que escolhemos o livro que iremos ler. Este conceito permite que todos os participantes tenham uma maior liberdade de escolha. Soube logo que tinha de alinhar nisto!

 

secret.jpg

 

O tema escolhido neste mês de Janeiro foi Não Ficção / Auto-ajuda e eu pensei: 1. nunca li nenhum livro de auto-ajuda; 2. tenho um livro que me ofereceram, há anos atrás, que nunca li e me parece enquadrar-se perfeitamente.

 

O que é que eu fui fazer?!

 

O livro que escolhi ler foi O Segredo, da Rhonda Byrne. E foi o pior livro que li na vida.

 

Nas primeiras páginas, a escritora começa por falar sobre como os nossos bons pensamentos atraem coisas boas para a nossa vida, ou ao contrário, se pensarmos negativamente, o Universo responde na mesma moeda. Tudo perfeito, até que percebi que o grande e misterioso Segredo era, basicamente, o que escrevi na frase anterior.

 

A desilusão já se tinha instalado na primeira meia hora de leitura, no entanto, toda uma bola de sentimentos se foi formando à medida que ia avançando na leitura. Muitas vezes me apeteceu arrancar cabelos com tamanhas barbaridades que li. Passo a explicar... Rhonda Byrne distorceu tudo aquilo que de bom tinha este livro. E distorceu tanto, mas tanto, que alguns dos exemplos que a própria Rhonda segue, roçam o ridículo. Exemplo: Página 60, "Faça sua a intenção de procurar, admirar e louvar interiormente pessoas que têm a sua ideia de corpo com peso perfeito. Procure-as e, quando as admirar, sinta os sentimentos desse corpo perfeito - está a atraí-lo a si. Se vir pessoas com peso a mais, não as observe (...)".

 

Este pequeno exemplo, não é nada comparado com as loucuras que li, como doenças incuráveis que desapareceram porque o doente riu muito. Também eu ri muito quando encontrei no livro, por diversas vezes, várias contradições nas palavras da autora.

 

Como é óbvio, dei 1 estrela a este livro no Goodreads. Não o recomendo a ninguém. E que bela forma de me iniciar no meu primeiro clube de leitura!

 

Já conheciam o livro? Detestaram-no tanto quanto eu? E quanto ao The Bibliophile Club, já conheciam o clube e estão a participar? Contem-me tudo!

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.