Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

sobre livros e coisas da vida

sobre livros e coisas da vida

A vida dá tantas voltas

... e tantas vezes é certeira

IMG_7653.jpeg

No domingo passado, entregaram-me as chaves do apartamento de Lisboa. Já não entrava lá há três anos, desde a altura em que o contrato de arrendamento foi assinado. Experimentar a sensação de entrar ali, sabendo que daqui a uns meses será a minha rotina, foi incrível.

Estacionei o carro e na rua tudo me pareceu do mesmo jeito de sempre. As mesmas pessoas que eu nunca vi na vida e o cheiro citadino no ar. No entanto, inspirei tudo de uma forma diferente. Senti tudo mais aberto. Eu de braços abertos, quando antes não havia espaço em mim onde coubesse aquela vida.

A emoção de me imaginar a passear de novo a Cami naquelas ruas fez-me sorrir, assim como poder ir beber a bica com o avô no café do senhor Paulo. Ele vive naquela mesma rua há mais de 40 anos, dois prédios ao lado do meu. Vai ser novamente o meu vizinho favorito. As corridas pela cidade, o ginásio e a biblioteca que quero visitar, as compras rápidas no Pingo Doce depois da ponte, onde fui tantas vezes com a avó quando era pequena. Tantas recordações boas e tanto de novo que ainda posso viver ali.

Estar à janela da minha casa a imaginar o meu futuro é algo que ainda não estou habituada a saborear. É a minha felicidade a construir-se diante dos meus olhos e, por vezes, ainda não sei lidar com isso. Como se ainda me custasse admitir que mereço tudo aquilo que imagino para mim em segredo. Tudo aquilo pelo que eu própria luto.

Comprei aquela casa em 2017, com um maravilhoso desconto familiar que não podia perder. Obrigada, padrinho! Quis vendê-la quando mudei de casa em 2021, mas reconsiderei e aluguei-a. Quis vendê-la novamente, quando as rendas começaram a subir e eu ainda acreditava num futuro diferente. Só que a vida dá tantas voltas e tantas vezes é certeira… E eu acabei por nunca vender a casa, como se soubesse, lá bem no fundo, que aquilo que me impedia de voltar para lá seria contrariado um dia. Por mim.

Até lá, vou saboreando aquilo que a vida me tem para oferecer neste lugar onde ainda estou e que será sempre um pedaço da minha história.

 

Este post também foi enviado na minha newsletter. Subscreve ✨