Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Patrícia Lobo

Sobre livros, projetos de leitura e outras coisas da vida

Patrícia Lobo

Sobre livros, projetos de leitura e outras coisas da vida

...

30.05.12, Patrícia Lobo
Os teus braços abrem-se sempre que preciso de um abraço. O teu coração sabe compreender quando preciso de uma amiga. Os teus olhos sensíveis endurecem quando preciso de uma lição. A tua força e o teu amor conduziram-me pela vida e deram-me as asas que precisava para voar. Parabéns, Mams! Amo-te muito ♥

...

29.05.12, Patrícia Lobo
Uma vida inteira que agora foge por entre as mãos entrelaçadas. Como encaixam tão inteiramente uma na outra. Como se o tempo nunca tivesse passado pelos seus membros enrugados. Todo o amor que ali se concentra, detém a mesma intensidade com que tudo começou. E agora, olhos nos olhos, relembram os sorrisos, as lágrimas e a vida a dois que partilharam. Olhos nos olhos, ele compreende que o olhar dela – o amor da sua vida – se começa a desvanecer. Entende que é hora de a deixar partir.

...

29.05.12, Patrícia Lobo
Um dia vou ser feliz,
Vou sorrir até rasgar o rosto,
Como o maior esboço de felicidade.
Serei o impossível, serei sufocante,
Serei tudo, até contagiante.

...

28.05.12, Patrícia Lobo
Que os teus melhores sonhos se realizem. Que todos os teus maiores desejos se concretizem. Que tenhas tudo aquilo que mereces. Que esse sorriso e esse jeito te pertençam sempre. Que o teu coração continue a bombear essa energia positiva que só tu consegues transmites. A verdadeira e derradeira aventura começou agora. Parabéns, my love.

...

24.05.12, Patrícia Lobo
Caminho pela cidade desconhecida. As pedras da calçada enumeram as histórias antigas dos que outrora pisaram aquele lugar. Profundas, as memórias de cada um dos que dobraram esquinas para roubar um último beijo às suas eternas e jovens paixões. Consigo sentir o fervoroso sangue, quente e poderosamente apaixonado, percorrer o meu corpo. Consigo reviver aquilo que ainda desejo viver. Só não consigo encontrar aquela esquina da cidade onde permaneces à minha espera. Pois eu própria ainda não me encontrei.

Pág. 1/5